Vidas Suspensas

Vidas Suspensas Hist rias de mulheres v timas de viol ncia dom stica que lutam nos tribunais pelos direitos dos seus filhos Todos os anos a viol ncia dom stica mata mais em todo omundo do que o cancro os acidentes

  • Title: Vidas Suspensas
  • Author: Rita Montez Hugo Correia
  • ISBN: null
  • Page: 287
  • Format: ebook
  • Hist rias de mulheres v timas de viol ncia dom stica, que lutam nos tribunais pelos direitos dos seus filhos Todos os anos, a viol ncia dom stica mata mais em todo omundo do que o cancro, os acidentes de carro e a mal ria juntos Emboa parte do mundo, as agress es entre casais ou antigos parceirosdeixaram de ser toleradas para se transformarem numa quest osocialmente censHist rias de mulheres v timas de viol ncia dom stica, que lutam nos tribunais pelos direitos dos seus filhos Todos os anos, a viol ncia dom stica mata mais em todo omundo do que o cancro, os acidentes de carro e a mal ria juntos Emboa parte do mundo, as agress es entre casais ou antigos parceirosdeixaram de ser toleradas para se transformarem numa quest osocialmente censurada Por todo o mundo, criam se campanhas desensibiliza o contra este flagelo e divulgam se programas de apoio s v timas Mas h ainda um longo caminho a percorrer Fragmento da Introdu oLivro dispon vel gratuitamente Enviar pedido para vidassuspensas16 gmail

    One thought on “Vidas Suspensas”

    1. "Todos os anos, a violência doméstica mata mais em todo o mundo do que o cancro, os acidentes de carro e a malária juntos. Em boa parte do mundo, as agressões entre casais ou antigos parceiros deixaram de ser toleradas para se transformarem numa questão socialmente censurada. Por todo o mundo, criam-se campanhas de sensibilização contra este flagelo e divulgam-se programas de apoio às vítimas. Mas há ainda um longo caminho a percorrer. Nos últimos anos, surgiram nos tribunais portugue [...]

    2. Este livro é pequeno, real e intenso. Um livro que retrata a vida de 12 mulheres vítimas de violência doméstica.São testemunhos impressionantes que alertam TODOS para este crime ainda muito presente na nossa sociedade. O medo, a injustiça, a fragilidade estão muitos presentes nestas histórias. Histórias de quem lutou (e ainda luta) para deixar de ter a sua vida suspensa.Estes testemunhos foram reunidos pela jornalista Rita Montez e foi apoiado pela Comissão para a Cidadania e Igualdade [...]

    3. Opinião: por-detras-das-palavrasspTomei conhecimento deste livro através do blog da Tita, O Prazer das Coisas, que por sua vez o tinha descoberto através do blog da Isaura, Jardim de Mil Histórias.Assim que soube da temática que abordava, a violência doméstica, achei que devia ler tendo em conta a minha profissão. Neste livro ficamos a conhecer a realidade da violência conjugal e doméstica através dos relatos de doze mulheres. Não fiquei muito impressionada com as situações ligadas [...]

    4. Este livro é extremamente importante para chamar a atenção sobre um tipo de crime muito recorrente na nossa sociedade, o crime de violência doméstica, seja ele através de maus-tratos físicos, psicológicos ou de outra natureza.Reúnem-se aqui os relatos de 12 mulheres - histórias de medo e violência que se prolongam por tempo demais, magoando mulheres mas também filhos, em muitos casos ainda crianças ou adolescentes.O livro é escrito numa linguagem bastante fluente, pelo que se lê s [...]

    5. Gostei muito do livro e da forma como são dadas a conhecer as histórias de vida daquelas 12 mulheres. Sem dúvida que, esta leitura, me deixou a pensar no quão cruel pode ser o Homem. De reflectir é também a forma como a justiça por vezes, não intervém adequadamente havendo algumas lacunas no sistema. Pelo que pude compreender, os processos por violência doméstica decorrem em instâncias criminais enquanto os de regulação do poder parental são resolvidos em tribunais de família. O [...]

    6. Neste livro temos os relatos de 12 mulheres que são mães e que são vítimas de violência domestica. Histórias carregadas de medo e violência mas também de ineficácia de acção por parte das autoridades. Mulheres que são vítimas mas que o sistema não as protege. Enquanto que os agressores, se fazem de coitadinhos e acabam por ser eles os protegidos.Com uma escrita simples e bastante fluente, acessível a todos os leitores.Porque a violência doméstica faz ainda muitas vítimas. Porqu [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *