Do Outro Lado do Mar

Do Outro Lado do Mar Tudo come a na Primavera de Profundamente abalado por um desgosto de amor o doutor Vasco Lacerda decide abandonar Lisboa para tentar curar o cora o ao sol de uma nova vida nos tr picos Contudo

  • Title: Do Outro Lado do Mar
  • Author: João Pedro Marques
  • ISBN: 9789720685629
  • Page: 391
  • Format: ebook
  • Tudo come a na Primavera de 1833 Profundamente abalado por um desgosto de amor, o doutor Vasco Lacerda decide abandonar Lisboa para tentar curar o cora o ao sol de uma nova vida, nos tr picos Contudo, no decurso da sua viagem, v se arrastado, contra vontade, para o mundo da escravatura e toma contacto directo com realidades de que j ouvira falar, mas que nunca tinha sTudo come a na Primavera de 1833 Profundamente abalado por um desgosto de amor, o doutor Vasco Lacerda decide abandonar Lisboa para tentar curar o cora o ao sol de uma nova vida, nos tr picos Contudo, no decurso da sua viagem, v se arrastado, contra vontade, para o mundo da escravatura e toma contacto directo com realidades de que j ouvira falar, mas que nunca tinha sentido e percebido na sua verdadeira natureza E trava, tamb m, conhecimento com a gente que, para o melhor e o pior, povoa esse b rbaro mundo Tarqu nio Torcato, o cruel negreiro Gaspar, o negro que odeia negros Sara, a escrava que acende o desejo em todos os homens Quisama, a pretinha que tudo quer aprender Janu rio Para so, o velho cocheiro que canta can es de amor e muitos outros e outras que enchem de afectos e de vida um universo de horr vel desumanidade.Do Outro Lado do Mar leva nos numa viagem emocionante por esse universo, dos sert es de Angola s fazendas do Brasil, do ventre do navio negreiro f brica de a car, e mostra nos como mesmo nos s tios mais improv veis e nas situa es mais extremas podem nascer e crescer a solidariedade, a abnega o e fort ssimas rela es de amor.

    One thought on “Do Outro Lado do Mar”

    1. RESENHA EM PORTUGUÊS SEGUIDA DE RESEÑA EN ESPAÑOLDo Outro Lado do Mar é o quarto romance histórico de João Pedro Marques e o segundo dele que eu li. E não será o último: seguirei com curiosidade e prazer a escrita desde romancista relativamente recente (Os Dias da Febre, publicado em 2010, foi a sua primeira obra de ficção).O que é que me faz gostar de JPM? Primeiro, a sua erudição histórica que, no entanto, semeia na sua ficção com muita cautela e aos poucos, para não atordoar [...]

    2. Numa época em que o tráfico de seres humanos para exploração laboral, prostituição e tráfico de órgãos, é um dos negócios ilícitos mais lucrativos do mundo, e continuando Portugal a figurar, infelizmente, como um dos países onde existem situações de escravidão laboral, este livro de João Pedro Marques vem recordar-nos o nosso passado triste como activos participantes no comércio de escravos negros provenientes de África para serem utilizados nas explorações de cana-de-açúc [...]

    3. É o segundo livro que leio do autor. O outro foi "Uma Fazendo em África" e prefiro, indubitavelmente, este.No presente livro entramos nos horrores da escravatura de africanos, não na que é mais conhecida, que sucedia nas Américas, mas no antes de lá chegar, no lado de cá, desde as profundezas de África, antes de chegarem os portugueses, antes de chegarem aos navios negreiros com a bandeira da minha pátria. A recordar que se fomos dos primeiros países a abolir esta escravatura fomos dos [...]

    4. O melhor livro que li este ano! Gostei tanto que foi difícil arrumar o livro na prateleira quando terminei. A minha primeira leitura de João Pedro Marques e mal posso esperar pela próxima!Uma obra extremamente bem narrada, um romance com factos históricos. O autor sabe exactamente como nos guiar pelos caminhos da escravatura entre Angola e o Brasil. Impossível não desenvolver um misto de sentimentos para cada um dos personagens, entre ódios e afinidades. Gostei. Gostei mesmo muito!

    5. Já conhecia este autor por ter lido "Os Dias da Febre". Não surpreende que também nesta obra o contexto histórico seja muito bem elaborado, ou não fosse o autor historiador, mas a par disso a construção das personagens está bem feita e o enredo bem conseguido.Gostei de acompanhar o percurso das personagens, até se encontrarem todas no destino comum, uma fazenda no Brasil. Primeiramente visitamos Portugal do século XIX, em plenas lutas fratricidas entre absolutistas e liberais, e conhec [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *