A Cidade do Medo

A Cidade do Medo Para a Pol cia a morte violenta de um sem abrigo cuja identidade quase imposs vel de determinar n o uma ocorr ncia a que se possa dedicar muito tempo Mas a situa o altera se na manh seguinte aparecem

  • Title: A Cidade do Medo
  • Author: Pedro Garcia Rosado
  • ISBN: 9789892309514
  • Page: 224
  • Format: Paperback
  • Para a Pol cia, a morte violenta de um sem abrigo cuja identidade quase imposs vel de determinar n o uma ocorr ncia a que se possa dedicar muito tempo Mas a situa o altera se na manh seguinte aparecem mortos, da mesma maneira, mais dois sem abrigo na Baixa de Lisboa E, dois dias depois, s o tr s os sem abrigo atacados O serial killer come a, por m, a deixar pistaPara a Pol cia, a morte violenta de um sem abrigo cuja identidade quase imposs vel de determinar n o uma ocorr ncia a que se possa dedicar muito tempo Mas a situa o altera se na manh seguinte aparecem mortos, da mesma maneira, mais dois sem abrigo na Baixa de Lisboa E, dois dias depois, s o tr s os sem abrigo atacados O serial killer come a, por m, a deixar pistas e estas apontam para um culto sat nico, mas tamb m para a ma onaria Com o medo a instalar se em Lisboa, onde o assassino vai multiplicando os seus actos de viol ncia, e enquanto Joel Franco come a a descobrir as origens desta vaga de crimes, o presidente da C mara de Lisboa e um seu discreto aliado na pr pria PJ percebem quem o autor das mortes o homem que quiseram transformar em bode expiat rio quando come ou a correr mal o com rcio il cito de terrenos na zona do projectado aeroporto da Ota No qual pontificara o presidente da C mara quando ainda era ministro do Ambiente E em breve v o estar frente a frente dois homens que, sua maneira, procuram justi a o assassino propriamente dito e Joel Franco, que tenta vingar a morte de um amigo de inf ncia em cada homicida que persegue bem prov vel que ambos desafiem a antiqu ssima norma que regula a sociedade humana N o matar s.

    One thought on “A Cidade do Medo”

    1. Muito bom, este policial, passado na nossa capital. Joel um inspector da PJ, é chamado a investigar assassinatos de sem abrigo, mas ao longo do livro descobre que os assassinatos estão ligados a negócios corruptos. E num último folego, alia-se ao assassino para desmascarar o seu chefe e o presidente da câmara.Uma escrita muito visual, também pelo facto de ter conhecido os locais onde decorre a acção do livro, que nos envolve e nos leva a querer ver como Joel consegue desmascarar e apanha [...]

    2. Com capítulos curtos, o que ajuda à leitura do livro e com um protagonista um pouco diferente de Gabriel Ponte que não mantém qualquer relação com a sua família. Franco tem namorada e uma cadela e todos parecem bastante felizes no relacionamento. A vantagem de Franco é que não mantém qualquer relação com o jornalista do canal TVN, que apresenta uma rubrica sobre crimes :)Um livro que muito além do policial é também uma grande reflexão acerca do que se vai passando no nosso país. [...]

    3. Porreiro pah :)Acho que é o primeiro policial q leio de um escritor portugues, gostei bastante, é o inicio de uma triologia a seguir.

    4. Penso que é o primeiro policial português que leio e a estreia não poderia ser melhor. Felizmente já comprei os dois livros seguintes da trilogia e estou ansiosa por os ler.Com capítulos curtos e uma linguagem simples é um livro muito fácil de ler e de seguir as linhas de pensamento das personagens. Recomendo vivamente.

    5. A Cidade do Medo, marca a minha estreia com o autor Pedro Garcia Rosado, a quem as novas edições publicitam como “O mestre do Thriller Português” (quis tirara a prova dos 9), preferi começar por este livro, visto que se trata de uma série de romances, que aparentemente seguem uma determinada ordem cronológica. De facto devem ser lidos pela ordem de publicação, pois a história… ou melhor o “caso” é independente dos livros seguintes (isto porque já nesta altura já li os três [...]

    6. Porque é que o género policial é tão apreciado? E tão menosprezado ao mesmo tempo?Esperamos crimes e maldade mas não esperamos palavras bonitas. Esperamos personagens com intricada complexidade mas não começamos a ler o livro com os post-it na mão à espera de passagens memoráveis.E é pena. É pena porque por um lado o género policial não é um género menor (tal como não o é a fantasia ou a ficção científica). E é pena porque neste livro bem senti a falta dos meus post-its pa [...]

    7. Já não sei muito bem como é que os livros de Pedro Garcia Rosado entraram no meu radar, mas ainda bem que entraram."A Cidade do Medo" inicia a trilogia "Não Matarás", que inclui ainda "Vermelho da Cor do Sangue" e "Triângulo"."A Cidade do Medo" é um policial em português passado em Portugal e é bastante bom! E porque é que estou surpreendida? Bem de acordo com recente formação, todos nós somos enviesados e este era definitivamente um caso de enviesamento. Posso estar enganada, uma v [...]

    8. Apesar de policiais não ser bem o meu género literário favorito, alguns devem absolutamente ser lidos. Com capítulos curtos e linguagem simples, o livro retrata uma serie de crimes em Lisboa. Estes crimes têm como objectivo passar uma mensagem que no início não é muito evidente, mas com o tempo se torna mais clara. É impossível ler este livro sem nos apercebermos da leve sátira a vários aspectos do nosso país.

    9. Lembram-se de uma série policial, com argumento de Francisco Moita Flores e Luís Filipe Costa, chamada "Polícias", que passava na RTP na década de 90? Pois é, eu era fã E lembrei-me desta série, porque ao ler "A Cidade do Medo", tive a sensação de estár a ver um episódio novinho em folha

    10. O livro em geral é bastante bom, no entanto como não é o meu género literário favorito não consegui adorá-lo.Mas para quem é fã de policiais recomendo vivamente.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *